Ir para conteúdo
Noticias
Sem resultados a apresentar
Município das Lajes do Pico Promove Workshop de Compostagem Doméstica Município das Lajes do Pico Promove Workshop de Compostagem Doméstica
No passado sábado, dia 26 de novembro, decorreram dois workshops de Compostagem Doméstica na Escola Municipal de Música das Lajes do Pico com o intuito de incentivar boas práticas ecológicas através da sensibilização da população para a gestão de resíduos, mais especificamente pela valorização resíduos orgânicos e a sua transformação, que representam cerca de 30% do lixo indiferenciado recolhido no concelho. O Serviço de Ambiente da Autarquia promoveu esta iniciativa verde que visa ainda mitigar o desperdício alimentar.   Devido à grande afluência de inscrições e à limitação de vagas no último workshop realizado em 2021, o Município das Lajes do Pico promoveu duas sessões com o intuito a dar oportunidade a todos os munícipes interessados. Estas sessões foram ministradas pela formadora Sofia Matos e com a duração de três horas cada, com uma componente essencialmente prática onde os participantes mostraram grande entusiasmo e interesse, não só pelo processo de compostagem, mas também com a problemática dos resíduos em geral, tendo os mesmos colocado dúvidas e pedidos de esclarecimento da gestão de resíduos no concelho, no qual a engenheira do ambiente da autarquia ajudou a esclarecer.   O Projeto de Compostagem Doméstica da Câmara Municipal das Lajes do Pico pretende fomentar a prática da compostagem doméstica no município, disponibilizando aos munícipes interessados os conhecimentos e os recursos necessários ao desenvolvimento do processo de compostagem. De forma a materializar esta estratégia, será disponibilizado junto da comunidade o conhecimento e equipamento necessário que permitam este tratamento, de forma a reduzir a fração de orgânicos nos resíduos indiferenciados e reintroduzir matéria orgânica os solos.   A compostagem é um processo biológico através do qual os microrganismos transformam a matéria orgânica (folhas, papel, restos de fruta e hortaliças) numa substância semelhante ao solo, a qual chamamos composto, sendo um fertilizante natural, rico em nutrientes, melhora o crescimento das plantas, culturas agrícolas, relvados e jardins e é uma alternativa à recolha seletiva dos resíduos orgânicos, efetuada semanalmente pela autarquia.   Este processo de valorização tem como vantagens evitar a contaminação dos resíduos de embalagem que podem ser reciclados; diminuir a deposição de resíduos biodegradáveis em aterro e contribuir assim para alcançar as metas comunitárias; aumentar a consciência ambiental da população; permitir a produção de um corretivo natural para o solo, evitando o uso de adubos químico; reduzir a emissão de gases com efeito de estufa, que contribui para a economia circular e para a melhoria do ambiente e qualidade de vida.   No âmbito deste projeto, será cedido a título de empréstimo um compostor de 400 litros por residência a todos os interessados, em que a autarquia prestará apoio técnico presencial, telefónico ou por via digital, por tempo indeterminado, durante este processo. No final da formação, foi oferecido a todos os formandos um balde de 7 litros e um guia de compostagem, juntamente com o certificado de participação, para a deposição dos orgânicos produzidos na sua cozinha, para posteriormente colocarem no compostor.
28 novembro, 2022
Autarquia Lajense Promove Visitas ao Centro de Processamento de Resíduos Autarquia Lajense Promove Visitas ao Centro de Processamento de Resíduos
A autarquia lajense promoveu duas visitas ao Centro de Processamento de Resíduos e de Valorização Orgânica por Compostagem da Ilha do Pico (CPRVO Pico) de cerca de 40 alunos acompanhados pelos seus docentes, do 9ºA e 9ºB, da Escola Básica e Secundária das Lajes do Pico, no dia 21 e 23 de novembro, respetivamente, contando com a presença do Vice-Presidente que acompanhou a equipa de Ambiente da autarquia.   Esta atividade, inserida no âmbito da semana Europeia de Prevenção de Resíduos, teve como objetivo a sensibilização para a temática de resíduos, nomeadamente prevenção e redução dos mesmos e conhecerem a operacionalidade desta infraestrutura de gestão de resíduos.   O Município das Lajes do Pico agradece, assim, a todos os participantes e parceiros, destacando-se a Resiaçores, e à Escola Básica e Secundaria das Lajes do Pico, às Juntas de Freguesia das Ribeiras, Ribeirinha e São João, à Filarmónica Liberdade Lajense e ao Clube Desportivo de São João pela colaboração no transporte dos alunos que permitiram a realização desta atividade pela promoção de boas práticas ambientais, visando a preservação do nosso Património Ambiental.
23 novembro, 2022
O Plogging na Ponta da Ilha O Plogging na Ponta da Ilha
O 𝘗𝘭𝘰𝘨𝘨𝘪𝘯𝘨 é uma nova tendência desportiva que se encontra em clara ascensão e visa promover a limpeza ambiental em conjunto com a prática de exercício físico. Seguindo esta nova tendência, o Município das Lajes do Pico convidou os alunos das escolas do concelho a limpar o nosso meio ambiente enquanto praticam atividade física.   Inserida no âmbito da Semana Europeia da Prevenção dos Resíduos, esta atividade, realizada na manhã de hoje, dia 22 de novembro, resultou na recolha total de cerca de 25 quilos de resíduos recolhidos separadamente por tipologia e, posteriormente, depositados nos respetivos ecopontos.   A atividade foi desenvolvida com os alunos do 5.ºA da Escola da Ponta da Ilha, acompanhados pelos seus docentes e a equipa de ambiente da autarquia, consistindo numa caminhada na envolvente da Escola da Ponta da Ilha, no Curral da Pedra, tendo sido o percurso previsto alterado devido às condições meteorológicas instáveis.
23 novembro, 2022
Dia Nacional da Água - 1 de outubro Dia Nacional da Água - 1 de outubro
O Dia Nacional da Água celebra-se em Portugal a 1 de outubro. É uma oportunidade para se refletir sobre a importância deste recurso, para um uso mais eficiente da água, consciencializando para o seu valor em todas as suas dimensões - sociais, ambiental e económica. O Dia Nacional da Água comemora-se a 1 de outubro, o dia que marca o início do ano hidrológico. (início em outubro por ser a época em que as reservas hídricas atingem o seu mínimo e quando começa o período chuvoso do ano). Apesar da Organização das Nações Unidas ter implementado as comemorações do Dia Mundial da Água, a 22 de março, Portugal celebra desde 1983 o Dia Nacional da Água a 1 de outubro, data que coincide com o início do ciclo hidrológico (início em outubro por ser a época em que as reservas hídricas atingem o seu mínimo e quando começa o período chuvoso do ano).   O Dia Nacional da Água é uma data de reflexão sobre os recursos hidrológicos e sobre a sua gestão a nível nacional. A gestão da água tem impacto em variados sectores, desde a saúde à alimentação, da energia à indústria, etc., sendo da responsabilidade de todos preservar este recurso. Dada a crescente preocupação com o fenómeno das alterações climáticas e o seu impacto na qualidade de vida humana, as comemorações do Dia Nacional da Água assumem uma relevância ainda maior. Caraterização Geral do Sistema de Abastecimento de Água do Concelho das Lajes do Pico: A ilha do Pico tem 46,35 km de comprimento máximo, 16,05 km de largura máxima e uma superfície de 447 km2 repartida por três concelhos – Lajes, Madalena e São Roque.Com seis freguesias (São João, Lajes do Pico, Ribeiras, Calheta do Nesquim, Piedade e Ribeirinha), o concelho das Lajes do Pico tem uma comunidade de 4342 habitantes (Censos 2021). A capacidade total instalada de armazenamento de água para consumo humano é de 3 988 m3, o que corresponde a cerca de 1% do consumo anual, embora só estejam a ser utilizados reservatórios com a capacidade máxima de 3 488 m3. O sistema de abastecimento de água do município é constituído por cinco zonas de abastecimento – zonas ZA1 (São João, Silveira, Almagreira), ZA2 (Ribeira do Meio, vila das Lajes), ZA3 (Zona Industrial – cf. matadouro e fábrica de laticínios), ZA4 (Ribeiras) e ZA5 (Calheta do Nesquim, Piedade e Ribeirinha). O serviço público de abastecimento de água do município é servido por um total de 7 furos de captação de água subterrânea, que disponibilizaram no ano de 2021 um volume total da ordem de 0,37 hm3 de água, a que corresponde um consumo médio anual por habitante da ordem de 86 m3. O sistema público de abastecimento de água para consumo humano das Lajes do Pico integra, para além dos referidos furos, 7 estações de tratamento / postos de cloragem (PC), 31 reservatórios (R), 18 estações elevatórias (EE) e uma vasta rede de condutas de adução (cerca de 62 Km) e de distribuição de água (cerca de 136 Km). Atualmente, A autarquia lajense tem em curso o procedimento para a “abertura” de um novo furo em São João, para reforço da rede, por forma a garantir um melhor abastecimento, quer na quantidade e na qualidade. Os furos localizam-se a distâncias da linha de costa que variam entre 276 m (Furo da Ribeira do Meio) e 1362 m (Furo da Terra da Cova), atingindo profundidades de 25, 2 m (Furo de Santa Cruz) até 198,5 m (Furo do Arrife). Considerando as proximidades da linha de costa e dos níveis da água do mar, existe grande tendência de intrusão salina na rede de abastecimento, o que caracteriza o gosto “salobro”, em algumas zonas. Este consumo médio representa cerca de 235 L/dia por habitante, valor consideravelmente superior aos 110 litros de água por dia que, segundo as Nações Unidas, um ser humano precisa para satisfazer as suas necessidades básicas e os cerca de 187 L/dia gastos, em média, em Portugal por habitante (www.portaldaagua.pt). Neste âmbito o Município das Lajes do Pico apela a todos os munícipes a racionalização deste recurso limitado e essencial à vida e recomenda algumas sugestões de poupança. Medidas para poupar Água: Estas sugestões pretendem sensibilizar os munícipes das Lajes do Pico para alterar os seus hábitos relativamente à utilização de água nas suas habitações, de modo a evitar desperdícios. Opte por um duche em vez de um banho de imersão. Num banho de imersão pode gastar cerca de 260 litros de água. Num duche de 5 minutos gasta 25 litros, podendo-se assim poupar cerca de 28.000 litros de água por ano. Se desligar a água enquanto se ensaboa, poupa mais 11.000 litros anualmente; Não deixe torneiras a pingar. Pode gastar até cerca de 46 litros por dia; Na sua higiene pessoal, tape o orifício de saída da bacia e encha-a apenas com água indispensável para as lavagens. Não deixar a água a correr enquanto se faz a barba ou se lava os dentes e tapar o ralo antes de abrir uma torneira, permite poupar cerca de 14.600 litros por ano. Diminua a quantidade de água descarregada pelo autoclismo, ajustando o autoclismo para o volume de descarga mínimo (se possuir regulador) ou colocando uma garrafa de plástico cheia de areia ou de água no seu interior. Cada vez que o usamos, gastamos 10 a 15 litros quando 6 litros de água seriam suficientes; Ao utilizar máquinas de lavar roupa e louça, efetue apenas lavagens com carga completa. Utilize, sempre que possível, programas curtos e conducentes a menor consumo de água. São consumidos 150 litros de água por lavagem. Na lavagem de pavimentos efetue a lavagem rapidamente, evitando desperdícios. Utilize mangueiras com dispositivos de controlo de caudal nesta extremidade, de modo a permitir o corte ou diminuição de caudal sem ter de efetuar deslocação à torneira de alimentação do sistema. Substitua a lavagem de viaturas com mangueira pela lavagem utilizando dispositivos portáteis de água sob pressão ou pela lavagem usando balde. Pode poupar 600 litros por cada lavagem. Regue os seus jardins somente quando necessário. Opte por regas mais intensas e menos frequentes de forma a humedecer todas as camadas do terreno. Programe a altura da rega para o início da manhã (antes das 8H00) ou ao fim da tarde (depois das 18H00) de modo a minimizar as perdas por evaporação. Evite utilizar água potável para regar jardins e lavar pavimentos. Reutilize água da chuva para rega e lavar pavimentos e a água da cozedura dos legumes (fria) para regar plantas em vasos. Faça uma leitura regular do contador para saber a quantidade de água que está a consumir. Assim pode controlar melhor o que está a gastar e detetar eventuais consumos anormais de água. Faça teste de possibilidade de roturas na rede predial. Desligue todas as torneiras e verifique se o contador se continua a registar consumo.
30 setembro, 2022
Município das Lajes do Pico irá Reduzir a Iluminação no Jardim da Baleia durante a Campanha SOS Cagarro 2022 Município das Lajes do Pico irá Reduzir a Iluminação no Jardim da Baleia durante a Campanha SOS Cagarro 2022
No âmbito da realização da campanha SOS Cagarro 2022, o Município das Lajes do Pico irá proceder à redução da iluminação no Jardim da Baleia, sendo o local mais crítico, desligando os dois holofotes que aqui se encontram durante o período em que decorre a campanha.   Entre os dias 1 de outubro e 15 de novembro de 2022, decorre nos Açores mais uma campanha SOS Cagarro, período que coincide com a saída dos cagarros juvenis dos ninhos para iniciarem a sua longa migração oceânica. Ao abandonarem os ninhos, os juvenis que voam à noite nas nossas ilhas são afetados pelas luzes da via pública, de infraestruturas diversas ou automóveis. Perante estes focos de poluição luminosa, as aves desorientam e caem nas estradas, campos, casas, etc., ficando vulneráveis a atropelamentos e a outros perigos que podem, em alguns casos, causar a sua morte.   A Campanha SOS Cagarro decorre nos Açores desde 1995 e tem como principal objetivo envolver as pessoas e as entidades públicas e privadas no resgate destes cagarros juvenis. Alguns dos que foram salvos nos Açores, há mais de 7 anos, já regressaram ao arquipélago para acasalar e ter as suas crias.   Estima-se que 75% da população de cagarros (Calonectris borealis) nidifica nos Açores (BirdLife International, 2018). Por isso, é crucial que os açorianos se envolvam nas iniciativas que visam a proteção e a conservação desta ave marinha emblemática da região com estatuto de conservação reconhecido internacionalmente. A Campanha SOS Cagarro contempla vertentes de educação ambiental e de conservação da natureza.   Este ano, a autarquia irá realizar “Brigadas de Salvamento de Cagarro” por freguesia, abertas à participação pública, brevemente a anunciar as datas e locais.   Neste contexto, incentiva-se a participação preciosa dos voluntários nesta campanha, muitos dos quais têm contribuído de forma incontornável para que ela seja um exemplo flagrante de participação cívica ativa no âmbito da conservação da natureza.   Para todos os voluntários informamos que haverá caixas disponíveis de salvamento de cagarros no quartel dos Bombeiros Voluntários das Lajes do Pico.   Convidamos, mais uma vez, a juntarem-se à campanha SOS Cagarro 2022. Os Cagarros contam connosco!     808 292 800 Encontrou um Cagarro? Ligue para a linha SOS Ambiente (linha gratuita disponível 24 horas)   Salve um cagarro, ganhe um amigo!   Mais informações da Campanha SOS Cagarro: https://portal.azores.gov.pt/web/drpm/sos-cagarro
30 setembro, 2022
Limpeza do Porto de Recreio das Lajes do Pico Limpeza do Porto de Recreio das Lajes do Pico
A Câmara Municipal das Lajes do Pico juntou-se a uma iniciativa internacional, após o desafio da Fundação Oceano Azul, para a organização de uma ação de limpeza de lixo marinho no âmbito do Dia Internacional de Limpeza Costeira, que decorre entre 17 e 25 de setembro, com ações de limpeza em Portugal de lés-a-lés, incluindo os Açores e Madeira.   Neste seguimento, a autarquia está a planear a realização de uma ação de limpeza no Porto de Recreio das Lajes do Pico no próximo dia 22 de setembro, das 09H00 às 12H00, aberta a toda a população e que tem como principais objetivos: recolher o lixo marinho existente no local da ação; registar dados sobre o lixo marinho recolhido e reportar estes dados no âmbito da iniciativa nacional do Dia Internacional de Limpeza Costeira 2022; e sensibilizar os voluntários e a comunidade para a problemática do lixo marinho.   O Município das Lajes do Pico terá como parceiros a Junta de Freguesia das Lajes do Pico, Portos dos Açores, S.A. e Resiaçores – CPR Pico.
5 setembro, 2022
Recolha de Canídeo Recolha de Canídeo
Foi recolhido na Piedade um cão adulto, jovem e de raça indeterminada, encontrando-se, neste momento, no Canil Municipal das Lajes do Pico. Apela-se à população que, caso saiba a quem possa pertencer, entre em contacto com o detentor para que o animal possa regressar a casa. Na eventualidade do animal não ser reclamado pelo seu proprietário, findo o período legalmente previsto de 15 dias, o mesmo será selecionado para adoção.
2 setembro, 2022
O BOB FOI ADOTADO! O BOB FOI ADOTADO!
É com imensa alegria que vemos o Bob sair pelo portão pela última vez, rumo à sua nova casa e vida. Temos absoluta certeza de que a sua nova família o fará muito feliz, e o Bob, por sua vez, retribuirá aos seus "humanos" em triplo. A equipa do Canil Municipal das Lajes do Pico deseja-te um bom recomeço, como todos os nossos “meninos” merecem, e tu tiveste a sorte de conquistar.
21 julho, 2022
Sessão Esclarecimento “Redução do Consumo de Produtos de Utilização Única” Sessão Esclarecimento “Redução do Consumo de Produtos de Utilização Única”
Sessão Esclarecimento “Redução do Consumo de Produtos de Utilização Única” Na sequência da publicação do Decreto Legislativo Regional n.º 5/2022/A, de 4 de março, que estabelece medidas para a redução do consumo de produtos de utilização única e a promoção da reutilização e reciclagem, a Direção Regional do Ambiente e Alterações Climáticas em colaboração da Associação Comercial e Industrial da Ilha do Pico (ACIP), realizou uma sessão de esclarecimento no Pico, destinadas aos estabelecimentos abrangidos pelas diversas medidas, nomeadamente das áreas da distribuição, comércio a retalho, alojamento e restauração e bebidas. Esta sessão de esclarecimento decorreu no dia 19 de julho na sede da ACIP, apresentada pela engenheira Sónia Alves da Divisão de Resíduos, estando a Câmara Municipal das Lajes do Pico representada pela engenheira do Ambiente. Para mais informações consulte o Portal dos Resíduos em: http://www.azores.gov.pt/.../PRODUTOS+DE+UTILIZA%C3%87.../
20 julho, 2022
Voltar
Anterior
Seguinte
Partilhar