DocumentosOnline Button

Dia Da Europa

Discurso do Presidente - Dia da EuropaQuem vive, como nós, num concelho insignificante, numa ilha insignificante, precisa de muito mais Europa porque 1000 crianças desta terra, ou 1000 pessoas deste concelho, merecem o mesmo respeito que 1000 crianças ou 1000 pessoas que vivem em Bruxelas, em Lisboa, em Ponta Delgada ou em Angra do Heroísmo. Por exemplo, ao nível da saúde ou do aproveitamento da água ou do desporto ou dos apoios sociais.

Vivemos nesta contradição medonha e revoltante entre a ligação afetiva à nossa Mãe-Europa e a consideração e o apoio que a Europa não nos dedica, porque esta terra remota não conta para os egocratas de Bruxelas, nem para os egocêntricos do poder central e regional que nos desclassificam num concelho insignificante, numa ilha insignificante. 

O amor por esta terra, não vem, pois, do coração da Mãe-Europa, nem do abraço de outras ilhas, mas do Mar e desse adorado e mítico SER que é a baleia.

O extraordinário património cultural que vivemos na vila e no concelho das Lajes do Pico, onde a vida é baleia, como esta antiga fábrica da baleia, convertida num centro de artes e ciências do mar, ou as antigas casas dos botes baleeiros da Calheta, das Ribeiras e da vila das Lajes, convertidas em Museus dos Baleeiros, ou a heróica e incrível história da baleação desses homens destemidos que construíram no mar, com um terço na proa dos botes, este assombroso património cultural, convertida na aventura de emoções da observação de baleias, em síntese, estas extraordinárias histórias de amor pelas baleias, parecem justificar a ideia de fazer a candidatura da cultura da baleia à Unesco para ser classificada como património da humanidade.

Talvez assim outros povos, que não os europeus e os de proximidade, reconheçam o significado singular do remoto concelho das Lajes do Pico, um concelho do interior com vista para o mar.

No futuro, tal como no passado, a baleia continuará a estar no centro da nossa luta pela sobrevivência e pela reivindicação destemida, junto de quem governa, que tem como especial objetivo conseguir a equivalência da dignidade de 1000 crianças do concelho das Lajes do Pico.

Porque não pode haver europeus, nem portugueses, nem açorianos de segundo nível. A Europa não pode ser apenas para alguns locais de 1000 pessoas. Mesmo que alguns não acreditem, somos todos iguais: europeus, portugueses e açorianos!

Lajes do Pico, 9 de maio de 2018

O Presidente,
Roberto Silva

Get a better hosting deal with a hostgator coupon or play poker on party poker
Câmara Municipal das Lajes do Pico, Rua de São Francisco, Convento de São Francisco, 9930-135 - Lajes do Pico. Telefone: 292 679 700 Telemóvel: 91 090 31 89